sábado, 9 de fevereiro de 2013

Porque hoje é canaval: Flabelo de Ilusões.

Meu ultimo carnaval no Bl.das Ilusões
          É de Heleno Ramalho, o sertanejo de olhos azuis de bola de gude,  a bela  música deste sábado de carnaval. 
           Para quem não sabe, existe mais de um tipo de frevo e os cantados pelos blocos que são vistos no Recife Antigo, os blocos líricos, são os frevos de bloco.  
            Vassourinhas, por exemplo é frevo de rua.  
            Frevos de bloco, falam do próprio carnaval, da cidade do Recife, dos amores, do passado idealizado.    Flabelo de Ilusões não foge à regra e fala de tudo isso. 
          Confesso: das coisas que mais me emocionaram foi sair no Bloco da Ilusões e ver o povo cantar todas as músicas, todas, repito, espontaneamente. Ver o bloco arrastar gente cantando e interagindo por todo o trajeto, não tem preço.  São horas a fio, cantando e andando, sem cordão de isolamento, sem arquibancada, sem abadá, sem que se pague um centavo para acompanhar e voltar pra casa feliz.  Vamos à música então:



Heleno Ramalho

Chora bandolim
Chora violão
O meu coração
É assim...
Ah, linda pastora de voz tão macia
Canta meu verso minha melodia
Enquanto há tempo para se cantar
Ah, viver assim não é sonhar à toa
Eu faço parte dessa gente boa
Que ainda voa
Atrás de luar
Vê! O meu Recife se enfeitou demais
Olha! Até o rio parou de correr
Só pra ver meu bloco de recordações
Com um flabelo feito de ilusões
Me levando de volta pra você