Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2014

Tem Gringo Na Academia Brasileira

Só no ano passado soube que Mia Couto é sócio - correspondente da A.B.L    e por causa disso descobri que existem 20 cadeiras cujos ocupantes são estrangeiros.  

Vamos ver quem são os sócios correspondentes colegas de Mia Couto?

1-Didier Lamaison - França.
2-Mário Soares - Portugal
3-Antônio Valdemar
4-Antônio Braz Teixeira -Pportugal
5-Mia Couto - Moçambique
6-Arnaldo Saraiva - Portugal
7-Joaquim Veríssimo Serrão - Portugal
8-Agustin Buzarra - Romênia
9-Adriano Moreira - Portugal
10-Augfustina Bessa-Luis - Portugal



11-José Carlos Vasconcelos - Portugal
12- Fred P. Ellison - USA
13-Jean D'Omesson França
14-Daisaku Ikeda - Japão
15-Claude L. Hulet - USA
16-Leslie Bathell - Inglaterra
17-Antônio Maura - Espanha
18-Gregory Rabassa - USA
19- Alain Taurine- USA
20-Eduardo Lourenço Faria - Portugal

Marina Rubini:Nota Mil Duas Vezes!

Essa bela jovem, hoje estudante do 2º ano de medicina da UNISUL (Florianópolis-SC), tirou nota 1000, a nota máxima da redação do ENEM, e por duas vezes seguidas em 2011 e 2012.                                     Em rápida entrevista concedida à Revista Veja, Marina diz que erros de concordância e gramática são os mais comuns nas redações. Alerta também que os estudantes têm grande dificuldade de argumentar: "é preciso ter informação e saber contextualizá-la", explica Marina. A futura médica ainda diz que escrever bem não é um dom, mas um exercício.

ESCREVER BEM NÃO É UM DOM, MAS UM EXERCÍCIO.

                          Para auxiliar outros candidatos às universidades Marina Rubini  dá  "aulões" ao vivo, em uma plataforma onde mais de 200 estudantes já chegaram a acompanhar a jovem explicar, em vídeo, áudio, slides e chat, conceitos de produção de textos dissertativos. 





Fontes: Revista Veja Ed.2.397, de 29.10.14,pags. 46/47 www.oeduca…

Oração, Milton Nascimento e Fernando Brandt

Pai Nosso que não estás aqui Sacrificado é o vosso povo Humilhados e ofendidos são os nossos homens Deserdados e famintos são os nossos filhos Feridos e estéreis são nossos ventres Aqui, na terra. O pão nosso de cada dia
A alegria nossa de cada dia
O amor nosso de cada dia
O trabalho nosso de cada dia:
Venham a nós, voltem a nós
De trem, de carro ou navio.
Não nos deixei cair em lamentações
Mas livrai-nos desse vazio. 


Cd: Milton Nascimento & Belmondo Gravadora: Biscoito Fino Ano: 2009

A Festa de Ziraldo, Carlos Drummond de Andrade

Vou à festa de Ziraldo,
vou levando o Jeremias.
Ziraldo vai me mostrando
o tom de Flicts da Lua.
Jeremias, meu compadre,
meu anjo da guarda de óculos,
dá uma de milagreiro
fazendo que a supermãe
largue o súper,se tornando
mãe comum ao natural.
A festa vai esquentando
dentro e fora da piscina.
Jeremias e Ziraldo
ao soar a concertina
já se tornam jerizaldo
e Ziralmias, no caos?
Entra a Rainha, entra o Príncipe
da Grã -Britânia ou Caxias,
entra toda a macacada
com sentido na cerveja,
no hot-dog e no restante
quase pega ou se fereja,
mas Ziraldo, ziraldando,
e Jeremias, quebrando
o galho de toda gente,
me mostram que a melhor festa,
de todas a mais bacana,
inserida no contexto,
está nos livros-mandinga,
nos cartoons,bonecos, bolos
incomparáveis de um certo
mineiro de Caratinga.





Leio Livros (quase) Sem Pagar!!

Você tem algum vício?  Eu tenho. Aliás, tenho 2... livro é um deles. Uma capa bonita, uma citação, um comentário, tudo me leva a querer ler.  

                              Sabe o fumante que acende um cigarro na bituca do outro? Faço isso com livro. Nããão! Eu não queimo livro. Eu começo um imediatamente após o outro.   

                              Pensam que vivo comprando livro???  Eu não!  Quem tem grupinho de leitura de livro gasta muito pouco e lê bastante.  Até o momento li  10 livros dos quais, apenas 3 fui eu que comprei.  Nosso grupo existe há oito anos e está sempre enviando ou pedindo livros emprestados. 

Ah, fazemos sorteios mensais também.  Querem ver o que eu ganhei e  recebi hoje?

Aqui está quem me enviou: Antônio Neto, professor de Português na pequenina e bela cidade de Santa Maria de Jetibá - ES é um contista premiado. Breve trago para cá, textos desse amigo leitor.  
Junto com o livro, recebi folderes da cidade que me deu vontade de conhec…

Inútil, Amélia Veiga.

inútil beber o perfume de estrelas ignoradas… inútil encharcar os olhos na neblina azul das madrugadas… inútil este meu escancarar de secretas cadeias… inútil a comoção que me percorre as veias… inútil o esforço heróico do meu ventre… a esperança está morta … ou doente… pássaro, que esvoaças num céu que o sol enfeita, não pressentes o tiro que te espreita? semente, que irrompes alucinada de calor e terra, não pressentes a bota que te calca e enterra? música que te evolas em ritmos de cor e poesia, não presentes o trovão que te confunde a agonia?
vida, que brilhas nos olhos das crianças, para que mentes, para que enfeitas de luas e esperanças os teus cancros de pus?

Melhores Capas de Revista de 2014

Categoria revista impressa:
Prêmio do Juri: Capa de:Daniel Mangione,Pablo Miyazawa e Raphael Galassi (Editora Spring)

Prêmio Popular  Capa de:Patricia Hargreaves,Bruna Sanches,Elias Silveira e Marcel Nadale (Editora Abril)

Categoria Revista Digital: Capa de: Beatriz Marques,Laura Mascarenhas,Sérgio Cury,Adriana Morrone e Alexandre Fedrizzi (Editora Tês)



Noventa e Três, Mia Couto

Foram entrando um por um. O velho estava na cabeceira, cabeceando. À medida que entravam alguém anunciava os nomes, descrevendo em alta voz o jeito dos vestidos. Os netos encheram a sala, os bisnetos sobraram no quintal. O avô levantava um olhar silencioso, sem luz. Sorria o tempo todo: não queria cometer indelicadeza.O avô fingia , aniversariamente. Porque em nenhum outro dia os outros dele se recordavam. Deixavam-no poeirando com os demais objetos da sala.      Esta noite, as prendas se juntam e ele apalpa os embrulhos. O seu gesto não leva desacerto. Afinal, não há mão mais segura que a do cego. Porque o cego agarra  o que há e o resto não acontece. Lugar de quem não vê está sempre certo:  afinal, só erra quem pode escolher. O velho agradece, vidente invisual. Tudo estando longe da vista, perto do coração.      Os convidados ficam um tempito junto dele, não sabem o que dizer, não há quase nada a dizer, o velho ouve só acima das gritarias…

O Debate Eleitoral, César Feitoza

Cumpade, vou lhe contar
O que ontem aconteceu
E se eu me demorar 
Não fique brabo cum eu
E que ontem cheguei mais cedo
Em casa, da minha lida
Tomei banho e disse a Cida
“bote logo meu jantar,
mande os menino durmir”
Pru mode nóis assistir
O debate eleitorá
Meu cumpade eu sei que sou
Matuto do moxotó
Fio de mané cotó
Nunca tive muito estudo
Mas, amigo, não me iludo
E votar bem é preciso
E como estava indeciso
Sentei em frente a tv
Pra num ter muito improviso
Na hora de escolher O palco já tava armado
Pros besta eles enganá
Com cada qual pro seu lado
Segurando um pedestá
Cada um dando de garra
De uma ruma de papel
De babão tinha um tonel
Uma tuia de assessor
Meia dúzia de jagunço
Magine o tamanho do furdunço
Valei-me nosso senhor Então o apresentador
Com voz de vento encanado
Disse: “tá iniciado.
O debate começou”.
E então pronunciou
As regras dessa contenda
Aonde cada legenda
De falar tinha sua vez
Aprumei o pince nez
E pensei: “Eu tô num drama
Pra votar nessa eleição”
Mas depois desse programa
Eu tomo minha decisão Eram só dois …

Dia de Eleição, Machado de Assis

Quando eu cheguei à seção onde tinha de votar, achei três mesários e cinco eleitores. Os eleitores falavam do tempo. Contavam os maiores verões que temos tido; um deles opinava que o verão, em si mesmo não era mau, mas que as febres é que o tornavam detestável. A quanto não ia a amarela? Chegaram mais três eleitores, depois um, depois sete, que, pelo ar, pareciam da mesma casa. Os minutos iam com aquele vagar do costume quando a gente está com pressa. Mais três eleitores. Nove horas e meia. Os conhecidos faziam roda. Uns falavam mal dos gelados, outros tratavam do câmbio. Um velho, ainda maduro, aventou uma boceta de rapé. Foi uma alegria universal. Com que, ainda tomava rapé? No meu tempo, disse o velho sorrindo, era o melhor laço de sociabilidade; agora todos fumam, e o charuto é egoísta.         Nove e três quartos. Trinta e cinco eleitores. Alguns almoçados. Os almoçados interpretavam o regulamento eleitoral diferentemente dos que o não eram. Daí alguma…

Só Eu Que Não Conheço Hannah Arendt!

Hoje a filósofa e escritora alemã Hannah Arendt faria 108 anos. Eu não conhecia, aprendi agora com o simpático doodle do Google.

     Pelo Google fiquei sabendo que o livro mais conhecido dela,A Condição Humana, trata do desenvolvimento histórico da existência humana desde a Grécia Antiga até a Europa. 




     Existe edição em português de várias outras obras da autora que não gostava de ser chamada de filósofa. Mas era.


 Depois de vereste vídeo, tenho de ler Hannah Arendt.

Malala, Nobel da Paz

Ontem foi anunciado o vencedor do Nobel de Literatura.  Como sempre faço, devido ao assunto publiquei no blog  e você podem ver, clicando aqui

LivroErrante, todos sabem, é blog que só fala de livro, leitura, e afins. 

 Hoje, porém, vou fazer uma exceção porque a última notícia que li me deixou feliz e emocionada:   O Prêmio Nobel da Paz, foi concedido a Malala Yousafzai,jovem paquistanesa, hoje com 16 anos, que em 2012 foi baleada na cabeça e pescoço numa tentativa de assassinato pelos Talibãs.  Vive na Inglaterra, porque ainda é ameaçada de mortte pelos terroristas. Malala tem sua históriaconhecida no mundo inteiro.   
O livro da jovem Malala devia ser leitura obrigatória principalmente para mulheres que se escravizam com futilidades e gastam seu tempo esperando e cobrando dos outros possibilidades que carregam em si mesmas. 



Veja quais foram as Mulheres do Nobel da Paz desde a sua criação em 1901:


Ano Ganhadora País Causa 2011 Ellen Johnson Sirleaf Libéria Recompensadas por…