segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Segunda-feira poética: Dylan Thomas

Não entre na noite pra se render
Imagem: Regina Porto

Velhice é pra arder até o fim,
Lute, lute para a luz não morrer.
O sábio aceita bem o escurecer
Mas tem palavras de luz e por fim
Não entra na noite pra se render.
O justo, que ao partir irá sofrer
Porque não lhe coube um melhor jardim,
Luta, luta para a luz não morrer.
O rude que põe o sol pra correr,
E vê tarde demais o que é ruim,
Não entra na noite pra se render.
O sério, ao pé da morte, já sem ver,
Acesos os olhos, alegre enfim,
Luta, luta para a luz não morrer.
E você meu pai, triste de se ver,
Amaldiçoe, abençoe-me assim.
Não entre na noite pra se render,
Lute, lute para a luz não morrer.
De: Do not go gentle into that good nigth.
Tradução; Jorge Pontual
Dylan Thomas era um escritor inglês, leia aqui sobre ele.