segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Segunda-feira poética: Para Por Paz, Ondjaki


libélulas avoam danças
aranhas cospem tranças;

morcegos ralham noite
ursos línguam potes;
raposas agalinham-se
ondas engolfinham-se;
carochinha avoa voa
preguiça dorme à toa;
toupeiras entunam-se
grilos estrelam-se;
noites adescaem
estrelas agrilam-se
eu libelulizo-me.



(Em: Há Prendisajens com o xão
o segredo húmido da lesma& outras descoisas.)