quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Poesia Cantada.

                      Estava com minha mãe quando ouvimos pela primeira vez a música Frevo da Saudade. Era um festival e nem lembro quem cantava.

-Essa música é um poema!!
-É?
-E dos bons!  Pra mim é um poema sim.

Ontem a MPB  perdeu o pernambucano nascido nas Alagoas Aldemar Paiva autor do poema de minha mãe.

Quem tem saudade não está sozinho
tem o carinho da recordação.
Por isso, quando estou mais isolado
Estou bem acompanhado
Com você no coração.

Um sorriso, uma frase, uma flor
Tudo é você na imaginação
serpentina ou confete
Carnaval de amor
Tudo é você no coração
Você existe como um anjo de bondade
Que me acompanha
Nesse frevo de saudade