sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Eu e os Poetas do Recife, Carlos Pena Filho

                 Saio da visita ao poeta Mauro Mota, para ver Carlos Pena Filho que está lá na Praça da Independência , conhecida por Pracinha. A estátua do poeta está lá porque é o lugar mais próximo ao Bar Savoy (já não existe) citado no poema:













CHOPP
Na avenida Guararapes,o Recife vai marchando.
O bairro de Santo Antonio,
tanto se foi transformando
que, agora às cinco da tarde,
mais se assemelha a um festim.
Nas mesas do Bar Savoy,
o refrão tem sido assim:
São trinta copos de chope,
são trinta homens sentados,
trezentos desejos presos,
trinta mil sonhos frustrados.
Ah, mas se a gente pudesse
fazer o que tem vontade:
espiar o banho de uma,
a outra, amar pela metade
e daquela que é mais linda
quebrar a rija vaidade.
Mas como a gente não pode
fazer o que tem vontade,
o jeito é mudar a vida
num diabólico festim.
Por isso no Bar Savoy,
o refrão é sempre assim:
São trinta copos de chope,
são trinta homens sentados,
trezentos desejos presos,
trinta mil sonhos frustrados.

Carlos Pena Filho, está também aqui, na exposição que vi ou como aniversariante do dia.