sexta-feira, 7 de junho de 2013

De Mindlim pra todos nós...


"O vírus do amor ao livro é incurável, e eu procuro inocular esse vírus no maior número possível de pessoas."
José Mindlin

Este simpático velhinho é José Ephim Mindlim. Sobre ele já muito foi dito, principalmente quando de seu falecimento aos 95 anos em 2010.

Trago Mindlim agora porque quero lembrar o valor de compartilhar conhecimento de todo o tipo.  Este senhor não tinha nenhuma obrigação de desfazer-se de seu vasto acervo, que beirava 40 mil livros. A maioria das pessoas nem o conhecia ou sabia que ele tinha tanto livro e gosto pela leitura desde quando jovem.  Só pude ver um poema de Machado de Assis, escrito no original, como se escrevia no século XIX, por causa dele.  Mindlim fez, em vida, doação à USP de toda a sua biblioteca, para que ficasse acessível ao público.  Ele jamais iria saber quem leu ou deixou de ler. Saber que o que ele juntou por anos a fio iria servir a quem, de outra forma, jamais teria acesso a bons livros era o que importava.    Para quem é de ou está em São Paulo, pode visitar  a Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, lá na USP.

Para quem precisar ou quiser visitar um acervo de excelente qualidade pode acessar o site da Biblioteca Brasiliana.