sábado, 12 de janeiro de 2013

Castelo Armorial

Em São José do Belmonte, a 479 km do Recife, está sendo construido um castelo com elementos baseads no movimento armorial, criação de Ariano Suassuna. A decoração:onças aladas, pássaros exóticos etc são   personagens dos romances A Pedra do Reino e O Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta. O castelo tem o objetivo de enaltecer a cultura nordestina, conforme explica seu dono o comerciante Clécio de Novaes Barros. 
Clécio, gastou 10 anos em planejamento e mais 4 para chegar à estrutura com um gasto estimado em R$ 2 milhões. O sonho, levantado com recursos próprios, tem altura de um prédio de 6 andares e área de 1.500 metros quadrados.
No castelo do Sr.Clécio pode-se encontrar cópias de quadros feitos por Ariano e Zélia Suassuna, sua mulher. tem também uma cidade cenográfica com réplicas em homenagem a J.Borges mestre em xilogravuras. O castelo possui cópias de quadros confeccionados por Ariano e sua mulher, Zélia Suassuna; cidade cenográfica, com elementos da década de 1930 (casa de farinha, cabaré, cartório); uma homenagem ao cordelista J. Borges, com réplicas de suas xilogravuras e exposição de fotos contando a história de São José do Belmonte.
Na entrada do castelo há uma torre central representando  o reino encantado de dom Sebastião e bonecos representativos do Rei Quaderna principal personagem d'A Pedra do Reino.
São José do Belmonte só conta com uma atração:  a Cavalgada à Pedra do Reino, em maio. O dono do castelo pretende incluir a cidade numa rota turística usando seu fantástico castelo  como cenário ou palco para apresentações teatrais e musicais. Não há previsão para o término da construção nem está aberto ao público por enquanto.

Leia também: 40 anos d'A Pedra do Reino de Ariano Suassuna