domingo, 15 de julho de 2012

História bonita(8):Vendedor de pipoca, recomeça aos 40 anos



Seu Leonardo, largou o colegio seguidas vezes e esse ano resolveu voltar a estudar, aos 40 anos. Matriculou-se  numa escola do bairro do Engenho do Meio, zona oeste do Recife, onde mora.  Nesse colégio, viu anunciada vaga de estágio para o Ministério Público de Pernambuco, inscreveu-se e concorrendo com mais de 2 mil candidatos, foi aprovado em primeiro lugar. Desde o começo de julho Leonardo Gomes da Silva, tem uma rotina diferente: faz o estágio no horário da manhã e para isso recebe uma bolsa de R$497,00 e transporte. À tarde continua vendendo pipoca e bolo de goma na frente do Hospital da Clínicas da UFPE e à noite faz o 2º ano do ensino médio no Colégio Diário de Pernambuco.  Leonardo conta que se iniciou no trabalho, aos 14 anos, catando materiais recicláveis para vender e ajudar a mãe na criação dos 6 filhos.  Também vendeu picolé e coxinha.  Sincero, diz que na infância e juventude foi reprovado e deixava a escola por malandragem mesmo, mas que adulto foi por decepção: as escolas em que se matriculava eram uma bagunça generalizada até com falta de pofessores, ficava desestimulado e saía.  Leonardo termina o ensino médio no próximo ano e pretende entrar no 3º grau.   A leitura é algo que ele considera importante. Não tem o hábito com os livros, só leu O diario de Anne Frank, mas costuma ler revistas e jornais. Diz ser importante estar atualizado.  Agora que tomou gosto, Leonardo quer dar prosseguimento aos estudos e fazer licenciatura em História.  Boa sorte para ele.!!


(Fonte: Jornal do Commércio- matéria da jornalista:Margarida Azevedo
Imagem do JC, fotógrafa Priscila Buhr)