quarta-feira, 5 de junho de 2019

Papa Escreve Para Lula Diabo Escreve Para Bozo, Pedro Paulo Paulino

Pelas redes sociais,
Quase todo mundo leu
Carta que o Papa Francisco
Recentemente escreveu,
Seu nome embaixo assinou
E para Lula enviou,
Que bastante o comoveu.

Nessa carta já histórica,
Fala Sua Santidade
Em amor, em esperança,
Em justiça e liberdade.
E de maneira envolvente,
Expõe ao ex-presidente
Sua solidariedade.

Por outro lado, no inferno,
O diabo, com mais de cem,
Todo cheio de rancor,
Resolveu lá do além,
De modo bastante claro
Escrever pra Bolsonaro
A sua carta também.

Pela inveja, todos sabem,
O capeta vive cego.
Quando soube da notícia,
Viu insultado o seu ego,
Uma carta logo fez
E lançou, por sua vez,
No site da caixa-prego.

Um internauta que viu,
Leu a carta até o fim,
Aproveitou, fez um print
Da letra do “coisa ruim”,
Um escrito bem graúdo
E todo seu conteúdo
Diz mais ou menos assim:

 “Inferno, trinta de maio,
Caro Bozo presidente,
Desde que você ganhou,
Vivo aqui muito contente!
Lhe apoiei, não me arrependo,
Aprovo o que está fazendo,
No Brasil, contra essa gente.

Eu também estou torcendo
Pelo fim a Previdência,
Pode exterminar sem pena
Tudo quanto é assistência.
E nem que cresça o alarma,
Libere o porte de arma,
Pra aumentar a violência.

Reduza o mais que puder
Verbas pra universidade,
Que é para pobre jamais
Fazer qualquer faculdade.
Faça isso com ganância,
Que aumentando a ignorância,
Aumenta a incapacidade.


Acabe vários projetos 
Em favor da educação.
Suba bem os combustíveis,
Aumentando a inflação.
Cometa também o crime
De adotar o regime
De capitalização.

Confesso-lhe, caro Bozo,
Adoro cada proposta
Que você faz contra o povo,
Sem dar ouvido a resposta.
Eu acho muito bem feito,
Pode fazer desse jeito,
Que assim é que o diabo gosta!

Invista no desemprego
Do jeito que me convém,
Porque nessa proporção
Vão multiplicar também
Os casos de violência,
E logo, com evidência,
Muita gente pra cá vem.

Dê todo apoio a banqueiros,
De fora, principalmente.
Privatize as estatais,
Destrua o meio ambiente.
Com Trump faça aliança,
Pois ele desde criança,
Sempre foi gente da gente.

Dê castigo a todo aquele
Que com você não se alinha.
Aumente bastante o preço
Também do gás de cozinha.
Ache graça do demente,
Que em você, todo contente,
Foi votar fazendo arminha.

Saudações a seus ministros,
O Tchutchuquinha, a Damares,
O Serginho, o Marcos Pontes,
Que vivia pelos ares...
Para todos, com carinho,
Tenho aqui no meu cantinho
Reservados seus lugares.

Mando também saudações
A seus filhos (aliás,
Tem um deles que eu não sei
Se é moça ou se é rapaz).
O resto, deixe comigo.
Abraços do velho amigo
E colega, Satanás”.

Dizem que ao ler esta carta,
Quase no final do dia,
Bozo, com seus “pareceiros”,
Quase morrem de alegria.
Se é fakenews eu não sei,
Apenas só repassei,
E viva a democracia!


Fonte: Recanto das Letras
Imagem: freepik



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...