quarta-feira, 27 de março de 2019

Negro Nascimento, Rodolfo Aureliano

De uma nação negra
Nascimento do Passo
Um corpo são
O corpo e a mente sã
De Edson Pelé
Um corpo um arado na terra
De uma nação negra
Edson Arantes do Nascimento.

De uma nação negra
Um canto são

A alma sã e o cantochão

De Milton das Minas
Das serras de milho e café
A voz voz vinda do fundo da alma
De uma nação negra
Milton Nascimento.

De uma nação negra

Um jovem espírito são

Não mais santo

Pela indignação de toda uma nação
Que lamenta nas minas
E festeja nos estádios
A cor negra da seleção
A força do espírito negro
De uma nação negra
Abdias do Nascimento.

De uma nação negra
A mais bela América do Sul

Embala todo seu povo negro

Num frevo negro
Num suor que alegra o chão
Chão que saúda suado
O pé descalço do negro
A magia do frevo pernambucano
A marca da luta da capoeira
O compasso de uma nação negra
Nascimento do Passo.


(poema de 1978, publicado no livro Postal do Brasil)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...