segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Cadeiras de Aluguel, John Ashbery


Sabia-se muito pouco sobre qualquer coisa
antigamente. Era como o que é um vocalise
para uma sonata, as crianças à luz da ribalta
e água correndo sobre pedras
como se tivesse pressa para chegar a algum lugar.
É possível fazer piada sobre isso agora
que o período probatório já passou.
Não admitir estar no papel errado.

As velhas igrejas da América foram vistas como uma nova
filosofia de rivalidade:
jogando, sem, no entanto, serem parte do jogo.
Assim muitas coisas resistem, e ninguém
fica muito ansioso com elas: manchas
como moedas numa árvore que quem diabos
poderia ter previsto em sua época, afinal?
Fique aí só. Me chame de batatas
e sabão. Me chame de sabão e batatas.

A noiva do meu marido desejava que não fosse assim.
Aí vai.

Tradução:Adriano Scandolaro

Sobre o autor leia aqui