terça-feira, 24 de novembro de 2015

Melhor livro do ano:Hibisco Roxo, Chimamanda Ngozi Adichie



 Kamili é o nome de uma adolescente nigeriana filha de  pai praticante de um cristianismo absurdo, que se resume em culpa e pecado. Nessas condições que somadas à exacerbada vaidade do pai, rico industrial nigeriano, que precisa em tudo e sempre se apresentar  como melhor e perfeito, vivem Kamili e sua pequena família. 
O livro é narrado por Kamili. 

A adolescente conta a vida de sua família que não tem preocupações financeiras e que vive  unicamente de seguir regras pré- estabelecidas  para estudar, ler, ouvir música frequentar a igreja.  

 A jovem, pelo fato de não ter um mínimo de liberdade e convívio com outras pessoas fora da família ou colégio (religioso)  vê seu cotidiano com inocência e resignação.  Não tem noção real do que se passa com sua mãe quando esta aparece com olho marcado, por exemplo.
  Chimamanda, de forma brilhante vai levando o leitor a  ver os atos agressivos do pai de Kamili nos pequenos detalhes desde o início da narrativa.  O livro escancara  a vida insegura e a corrupção na Nigéria. Em alguns detalhes nós brasileiros podemos ver semelhança entre os dois países. 
  
Eugene, o pai de Kamili, é dono do jornal mais crítico do país e é também um benfeitor.  No entanto, é uma pessoa que rejeita o pai por não ser cristão e a irmã por não ter a mesma linha religiosa dele e espanca a filha porque esta dormiu na mesma casa em que um pagão (o próprio pai) dormiu. 
Para mim foi uma leitura impactante.  Me levou  a pensar nas mulheres,e são tantas, que ainda estão presas a regras religiosas,  submetidas a maridos (ou líderes) opressores, dependência econômica, violência de toda e qualquer espécie.  
A autora, Chimamanda Ngozi Adichie,  me surpreendeu maravilhosamente.  Escreve simples e claramente.  Vai dando as informações sutilmente nos detalhes  e  o leitor vai acumulando os fatos de forma que chega ao final como a mãe de Kamili, carregada de motivos.
O livro Hibisco Roxo, prende o leitor rapidamente.
Chimamanda Adichie
Costumo ler um livro imediatamente após outro,  porém estou sem ler nada há uma semana tal foi o impacto que  Chimamanda me causou.
Hibisco Roxo foi o melhor livro que li em 2015.  Recomendo a todos.



Obras da autora:

Meio sol amarelo (Cia da letras,2008 )
Americanah (Cia das letras,2014)
Sejamos todos feministas (Cia das letras,2015)

Meio sol amarelo adaptação para o cinema, numa produção da Nigéria e Reino Unido vai ser lançado em breve.