sexta-feira, 3 de julho de 2015

Aracataca, Solidão de 100 anos

Apesar da fama, das constantes visitas de turistas do mundo todo e da recente criação de um museu em homenagem ao escritor, Aracataca (frequentemente confundida com Macondo, cidade fictícia onde se passa a história do premiado Cem Anos de Solidão), ainda é “uma aldeia de vinte casas de barro e taquara, construídas à margem de um rio de águas diáfanas que se precipitam por um leito de pedras polidas, brancas e enormes como ovos pré históricos (Revista Brasileiros 17.04.2015) 
As imagens que se seguem são de: Vinicius Mendes e eu trouxe da Revista Brasileiros.


 Estação de trem de Aracataca



 Biblioteca da cidade, leva nome de personagem de seu escritor, ganhador de Prêmio Nobel
 Museu Gabriel García Márquez  instalado na casa onde o autor viveu sua infância
 Museu Gabriel García Márquez




 Esta postagem foi tirada da Revista Brasileiros de abril de 2015 - As imagens são de Vinicius Mendes