sábado, 6 de dezembro de 2014

Queria Ver Você Feliz, Adriana Falcão

   
   
   "Para engolir os quatrocentos comprimidos que o mataram, Caio usou guaraná em vez de água. (...)      Maria Augusta nunca mais tomou guaraná. Só tomava os comprimidos. "


    " No dia 3 de julho de 1979, nasceu Isabela.
    No meio da alegria geral, o grave problema: Maria Augusta tinha certeza de que o Skylab ia cair na cabeça da Adriana, estava desesperada e precisava tomar suas providências. O jeito era grudar na filha, foi a conclusão. Inútil discutir maluquice. Ela conseguiu permissão para ir dormir na casa de Adriana, para que morressem juntas. Na madrugada de 11 de julho, o Skylab caiu na Austrália, Maria Augusta achou aquilo um desaforo."



     Conheci a autora com seu último livro Queria Ver Você Feliz e me surpreendi com sua capacidade de contar com humor duas tragédias familiares. 
     A narrativa é fortemente influenciada por seu trabalho de roteirista o que dá velocidade e fuidez à leitura.  
    Não é recomendado para que gosta de drama ou pieguismo. Adriana não explora as mortes.   Narra a vida de uma família onde a loucura se faz presente na mesma medida do amor. Conta os fatos simples e objetivamente de forma que também a comicidade seja vista.