quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Por que Malala?

 
No Afeganistão, de onde vem a jovem ganhadora do Nobel da Paz de 2014, o nascimento de uma menina, não é digno de comemoração alguma.  Mas o pai de Malala recebeu seu nascimento, com carinho e alegria. Não houve visita à família exceto a de um parente que trouxe uma árvore genealógica iniciada com um bisvô. Só nomes masculinos, logicamente. O pai, procura seu nome, faz uma linha e no lugar correto desenha um pirulito e nele escreve MALALA.  Único nome de mulher colocado na tal árvore. Escrito por um homem. Como fez seu pai, joguemos, pois frutas secas, doces e moedas a Malala!!

O nome da jovem afegã, vem de Malalai de Maiwand a maior heroina do Afeganistão.  Malalai, inspirou o exército afegão a derrotar os britânicos na segunda guerra anglo-afegã de 1880.   Foi assim: quando Malalai tinha 16 anos, seu pai (um pastor em Maiwand) e seu noivo  aderiram à tropa que lutava pelo fim da ocupação britânica. Malalai juntou-se às outras mulhweres do lugar e foi para o campo de batalha cuidar dos feridos e levar água.  Lá, viu que os afegãos estavam perdendo e que o porta bandeira caiu, então levantou seu veu branco e avançou no campo diante da tropa.  "Jovem amor! Se você não perece na batalha de Maiwand, então, por Deus, alguém o está  poupando como sinal de vergonha". Claro que o exército britânico matou Malalai. Mas esse fato mexeu com os brios dos afegãos que viraram e impuseram severa derrota aos colonizadores.


Nota 1: Maiwand, fica a aproximadamente 600Km da capital Cabul.
Nota 2: É da tradição afegã, jogar frutas secas, doces e moedas ao berço do recém nascido homem. Meninas não tem celebração alguma.
Nota 3: O Premio Nobel da Paz de 2014 foi concedido a Malala e Kailash Satyarthi(Índia)

Fonte: Eu Sou Malala, Christina Lamb e Malala Yousafzai.
Ed. Cia das Letras, 2012.