sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Maravilhosos Cabelos de Algodão - Galeria


           Notei que algumas das personalidades de que gosto bastante têm em comum os cabelinhos de algodão. Fiz, afetivamente, uma galeria deles e o mais novo integrante, completa hoje 97 anos. Trata-se  do escritor mato-grossense Manoel de Barros,
                                       Este criativo escritor de estilo personalíssimo nasceu em Cuiabá, tem uma obra imperdível que este blog já trouxe em Caso de Amor e, mais recentemente, em Parrrede!

Outro talento de cabelos brancos em minha galeria  não é escritor. Aliás, não escreve com palavras, mas faz poemas ou crônicas, com bronze, cimento, argila. Exagerado em talento também arrasa com pincéis e nanquim. Tive o prazer de conhecê-lo e  posso garantir que Abelardo da Hora, hoje com 89 anos, é uma pessoa interessantíssima. Falante, arguto e excelente contador de histórias. Ah, e sabe cantar!!





Sobre Ariano Suassuna, todos já sabem. Conheci há algum tempo numa aula espetáculo, que depois revi em vídeo.  Tem uma entrevista concedida por ele ao jornalista Geneton Moraes Neto que é imperdível. Me fez repensar sobre o perdão e sobre religiosidade. Neste blog tem o aniversário de 40 anos de um de seus livros mais famosos: A Pedra do Reino.












E, por fim, o mais jovem de minha galeria: Ignácio de Loyola Brandão com quem tenho um ponto em comum: incapacidade para matemática. Seu livro mais recente, Solidão No Fundo da Agulha está aqui no blog e meu exemplar com dedicatória seguiu para o Rio de Janeiro de onde vai para Cuiabá antes de voltar pra minha estante.  Morram de inveja de minha galeria de cabelinhos de algodão.