sábado, 26 de outubro de 2013

Crônica cantada:A companheira


 
 
A Companheira
Guilherme Brito e Paulinho Tapajós
 
Foi porque
Seu cabelo embranqueceu
Como a neve pintou o meu
Que o amor renasceu
Foi porque
Caminhar trouxe a sua mão
Fez das pedras jasmins no chão
Fez do mundo um jardim
Foi assim que o princípio roubou o fim
Que o olhar que olhou por mim
Renovou nossa festa
Quero mais que o futuro não volte atrás
E que a gente prossiga em paz
Pro infinito que resta
É lindo envelhecer
Se a companheira é você
Que a vida inteira
Sempre foi minha alma gêmea
E nada que eu disser dirá jamais
Todo o bem que você me faz
.
 
A música mais conhecida de Paulo Tapajós é Andança, um clássico dos festivais dos anos 60. Como não gosto nem um pouquinho de Beth Carvalho, escolhi A Companheira em que o autor também canta. Gosto dessa música pela simplicidade e lirismo.Ah, tá bom, também pelos cabelos brancos. Ouçam outras músicas e conheçam Paulinho Tapajós recentemente falecido. 

Um comentário:

  1. Obrigado Regina, espero que de tudo certo no novo curso, nova faculdade. essa musica me fez pensar na minha avó, pode não ter nada com nada, mas assim que começou veio ela em minha mente, aproveito cada momento ao lado dela, mesmo que as vezes seja complicado.

    abraços,
    www.oquefaltou.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...