sábado, 21 de setembro de 2013

Crônica cantada: O Casamento do Moacir, Adoniran Barbosa



A turma da favela convidaram-nos
Para irmos assistir
O casamento da Gabriela com o Macir
Arranjemos uma beca preta
E um sapato branco bem apertado no pé
E se apreparemos para ir
Na catedral lá da vila ré

Quando os noivos estava no artar
O padre começou a perguntar
Umas coisas assim em latim:
Qualquer um de vodis aqui presenti
Tem alguma coisa de falar contra esses bodis?

Seu padre, apara o casamento!
O noivo é casado, pai de sete rebento
Fora o que está pra vir
O pai é esse aí - o Moacir!

Que vexame!
A noiva começou a soluçar
Porque o noivo não passou no exame nupiciar
Já acabou-se a festa
Porque nóis descobriu
O Moacir era casado
Cinco vez, lá no estado do rio