quinta-feira, 21 de março de 2013

Arrasando na terceira idade: Fogo Morto

Fogo Morto de José Lins do Rego foi publicado há 70 anos. O autor é um dos ícones da Literatura Regionalista  e este livro é o ultimo  da série denominada Ciclo da Cana de Açucar. Fogo Morto é ambientado na zona rural canavieira do Nordeste e o nome vem do fato de assim serem chamadas as usinas que já não moem mais. O livro tem três personagens principais: Mestre Amaro José que mora no Engenho Santa Fé, não quer ser dominado por ninguém, escolhe as pessoas para quem trabalha e um critério para sua escolha é que admire o cangaceiro Antônio Silvino. Mestre Amaro vive à beira da estrada e está sempre de conversa com os passantes. Seu Lula ( Luis Cesar de Holanda Chacon) é quem sustenta a segunda parte de Fogo Morto. Aqui o autor retrocede no tempo para explicar como Seu Lula passou a ser o dono do Engenho Santa Fé. Seu Lula tinha instrução, era autoritário e costumava tratar os escravos com severidade. Comanda o engenho e a família sem qualquer talento ou interesse, gastou todo seu dinheiro depois que entregou-se à religião por causa de um ataque de epilepsia e influenciado pelo negro Floripes.  Por fim, um terceiro personagem: Capitão Vitorino, este vive perambulando pela estradas exibindo poder e dignidade falsos.   Ele o Capitão Vitorino, Seu Lula e Mestre José Amaro vivem tentando se encaixar numa realidade criada por eles e que não existeFogo Morto é um clássico da literatura brasileira, que ainda é editado nos dias de hoje, aos 70 anos.

Fogo Morto no cinema
Ficha Técnica
Título original: Fogo Morto
Gênero: Drama
Lançamento (Brasil): 1976
Distribuição: Embrafilme
Direção: Marcos Faria
Música: Quinteto Armorial e Pedro Santos
 
 
 
Elenco
Jofre Soares (Zé Amaro)
Othon Bastos (Lula de Holanda)
Rafael de Carvalho (Capitão Vitorino)
Ângela Leal (Amélia)
Rodolfo Arena (Cego Torquato)
Fernando Peixoto (Antonio Silvino)
Procópio Mariano (Zé Passarinho)
Vicentina Amaral (Sinhá)
Mary Neubauer (Marta)
Waldemar Solha (Tenente Maurício)
João Signorelli
Ivan Cândido (Narração)