segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Segunda-feira poética: Ano Novo, Mário Quintana

Amigo, não vou desejar que o próximo ano lhe seja ou traga isso ou aquilo, mas também não pense que, assim, justamente em dia festivo, fiquei má. Nada disso. Desejo sinceramente é que você seja suficientemente forte e persistente para buscar e, logicamente, conseguir fazer de seu ano de 2013, um tempo muito melhor.  Leia, guarde com carinho e pense calmamente no que postei abaixo.  Plantemos, pois, a ES-PE-RAN-ÇA

 Ano Novo 
Mário Quintana
 
Lá bem no alto do décimo segundo andar do ano
Vive uma louca chamada Esperança
E ela pensa que quando todas buzinas
Todos os tambores
Todos os reco-recos tocarem:
- Ó delicioso vôo!
Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada – outra vez criança
E em torno dela indagará o povo:
- Como é o teu nome, meninazinha dos olhos verdes?
E ela lhes dirá
( É preciso dizer-lhes tudo de novo )
Ela lhes dirá bem alto, para que não se esqueçam:
- O meu nome é ES – PE – RAN – ÇA