segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Segunda-feira poética: Modorra, Fred Matos



Aqui não é de nevar
mas faz frio quando troveja,
quando vem ventania do mar
ou se ela não quer namorar

Então só me resta um consolo
em noite assim modorrenta:
fechar a conta do bar
me enfiar na cama e sonhar
que ainda não beiro os cinqüenta
e que toda moça  bonita
quer nos meus braços ficar
até o dia raiar
ou até acabar a tormenta.


Anomalias
Fred Matos
Ano: 2002

(O blog manteve a grafia original)