quinta-feira, 19 de julho de 2012

Quantos versos João Cabral de Melo Neto escreveu?

João Cabral de Nelo Neto, fez sua própria estatística.Excentricidades de artista!

João Cabral de Melo Neto, era como o também magro e nordestino Graciliano Ramos: gostava e exercitava a concisão.  Como o alagoano que recomendava se escrevesse como as lavadeiras, que batem, tiram sabão, batem novamente até que só ficasse o essencial.  J.C.M. Neto não gostava do excesso de palavras e da dramaticidade dos parnasianos. Assim conhecido, João Cabral surpreende tendo feito estatística de seus versos como mostrado abaixo. São 13.548 versos em 16 livros:



Esta anotação faz parte de uma série de papeis, manuscritos e livros que foram leiloados no Rio de Janeiro em 1999. Naquela época nenhuma instituição interessou-se em arrematar o material  completo, de modo que tudo ficou disperso entre vários colecionadores individuais.
(Fonte: Revista Piaui- abril de 2012)

Este blog está concorrendo no Topblog 2012. Se quiser votar, clique no selo dourado que tem do lado direito de sua tela e siga as instruções. A blogueira, agradece.