terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Do blog para SAMPA.

São São Paulo meu amor,
São São Paulo quanta dor
São oito milhões de habitantes de cada canto e nação
Que se agridem cortesmente correndo a todo vapor
Se amando com todo ódio, se odeiam com todo amor
São oito milhões de habitantes, aglomerada solidão
Com mil chaminés e carros gazeados aprestação
Porem com todo defeito te carrego no meu peito
São São Paulo meu amor
São São Paulo quanta dor
Salvai-nos por caridade, pecadoras invadiram
Todo centro da cidade armadas de ruge e batom
Dando vivas ao bom humor num atentado contra o pudor
A família protegida, o palavrão reprimido
Empregador que condena, uma bomba por quinzena
Porém com todo defeito te carrego no meu peito
São São Paulo meu amor
São, São Paulo quanta dor
Santo Antonio foi demitido dos ministros de cupido
Armados da eletrônica casam pela TV
Crescem flores de concreto, céu aberto ninguém vê
Em Brasília é veraneio, no Rio é banho de mar
O país todo de férias, aqui é so trabalhar
Porém com todo defeito te carrego no meu peito
São São Paulo meu amor
São São Paulo quanta dor.

Nota:Música vencedora do IV Festival da M.P.B da TV Record de 1968
Hoje a cidade de São Paulo completa 458 anos.