domingo, 15 de janeiro de 2012

Crônica cantada: Assis Valente,Brasil Pandeiro




Chegou a hora dessa gente bronzeada
Mostrar seu valor
Eu fui à penha fui pedir à padroeira para
Me ajudar
Salve o morro do vintém, pendura-saia,
Eu quero ver
Eu quero ver o tio Sam tocar pandeiro
Para o mundo sambar
O tio Sam está querendo conhecer
A nossa batucada
Anda dizendo que o molho da baiana
Melhorou seu prato
Vai entrar no cuscuz, acarjé e abará
Na Casa branca já dançou a batucada
De ioiô i iaiá
Brasil, esquentai vossos pandeiros iluminai os terreiros
Que nós queremos sambar
Há quem sambe diferente
Noutras terras, outra gente
Um batuque de matar
Batucada, reuni vossos valores
Pastorinhas e cantores
Expressões que nâo têm par
Oh! Meu Brasil
Brasil, esquentai vossos pandeiros..