sábado, 9 de abril de 2011

Crônicas da M.P.B: Prendas do Lar

Prendas Do Lar

Carlinhos Vergueiro e J. Petrolino


Era de agulhas e rendas e doces e prendas do lar
Era feita de encomendas pro seu marido exemplar
Aí ocorreu a tragédia, uma súbita paixão
Pelo vendedor de enciclopédia
Ai quantas delicadezas, que facilidade de expressão
Pasta 007, um olhar de vulcão


Nem sequer deu adeus para os seus vizinhos e familiares
Que recolhiam pedaços do circo no chão
E já se fala pelos bares, separou
E já nem liga pros altares, quem jurou
E já explode pelos ares novo amor


Mas o que foi que aconteceu com a Leonor (bis)
Tirania, ousadia, ou foi a Janete Clair
Que fez a cabeça desta mulher.

Clique na imagem para ouvir
Carlinhos Vergueiro