segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Espanhol vai ser obrigatório em 2010

Obrigatório em 2010, espanhol é ensinado hoje a só 15% dos alunos.


ANGELA PINHO
da Folha de S.Paulo, em Brasília
Obrigatório por lei a partir do ano que vem, o ensino de espanhol ainda engatinha nas escolas brasileiras. Apenas 15% dos alunos do ensino médio estudam em estabelecimentos que oferecem aulas do idioma. Com 11%, a média é pior na rede pública, mas a situação da particular está longe da ideal, com 51%.
Os dados, que não levam em conta centros de idiomas, são do censo da educação básica de 2008 do Inep, órgão ligado ao Ministério da Educação.
O ensino de espanhol se tornou obrigatório com uma lei de 2005, que estabeleceu prazo de transição de cinco anos. A escola tem que oferecer o idioma. Para o aluno, o curso é optativo, desde que haja outra língua obrigatória. O ensino pode ocorrer em centros de idioma.


Comento:

Coloquei parte desta matéria que encontrei no caderno educação na FSP de hoje, não por ter achado uma coisa importante mas para desabafar mesmo.
Fico indignada com isso. Nosso ensino a partir do fundamental está visivelmente ruim e o MEC, ao contrário de dedicar verba e tempo com políticas sérias, urgentes e de longa duração para melhorá-lo acrescenta disciplina.
Não sou da área de educação mas também não sou cega, nem ando no mundo da lua para não ver que nossos alunos do ensino médio, onde a língua espanhola vai ser obrigatória, gaguejam na leitura de um texto e escrevem de "mau ha péçimo". Eu estou sempre me perguntando por que não alfabetizar bem para diminuir, quem sabe acabar, com a necessidade de séries especiais de reforço; Por que acrescentar espanhol ao currículo de quem castiga a língua materna??