sexta-feira, 19 de junho de 2009

Coração em Cinzas, Adeline Yen Mah - agradável surpresa.


ADELINE YEN MAH, autora sinoamericana me prendeu em coração em Cinzas, memórias de uma filha chinesa rejeitada.
Autobiografia de uma pessoa que passou toda a vida sendo rejeitada. Numa cultura absolutamente machista, na época da revolução de Mao, no estrangeiro, em relacionamentos afetivos doentios e desvantajosos, a obstinada necessidade de sobrevivência física e emocional levaram Adeline a superar-se de forma impressionante. A exposição dos absurdos porque passou nos leva também a conhecer ou rever parte de um história com que não temos muito contato. A madrasta e Adeline são duas mulheres de impressionante força. Com a primeira está todo o dinheiro da família e consequentemente todo o poder; em torno dela os jogos de falsidade, futrica e corrupção da propria família. Por outro lado, Adeline tem a força da obstinação. Sem conseguir jamais, desvencilhar-se da necessidade de sentir-se amada, cai emtoda sorte de trapaças armadas pelos demais. Consegue por fim, formada em medicina, morar nos USA e não mais depender financeiramente do pai. Um livro que faz pensar. Uma agradável surpresa.

- Adeline Yen Mah
280 páginas