domingo, 24 de maio de 2009

A Caixa Preta - agradável surpresa.


Ontem à noite tive a agradável surpresa de conhecer o israelense Amós Oz: terminei de ler A Caixa Preta. O título refere-se ao lugar onde se encontra toda a história de um acidente, no caso do livro, um casamento.
Começando pelo envio da primeira carta de Ilana a Alex sete anos após seu divórcio, de forma pouco comum porém, muito hábil Amós Oz conta a história do casal. Toda a narrativa é feita através de cartas entre os personagens citados, o filho problemático e adolescente nascido desse casamento, a irmã de Ilana, o administrador e advogado de Alex, o segundo marido e outros personagens menores.

A correspondência entre os personagens principais, mostra a gama de circunstâncias que fizeram a vida infernal e insegura de Ilana, a confusa mente de seu filho Boaz, a mediocridade e fanatismo de seu segundo marido Michel e o afastamento do primeiro, Alex. Momentos de pragmatismo do adolescente pedindo para a mãe carregada de culpa, ocupar-se em algo como cuidar de horta; dirigindo-se ao padrasto criticando sua mania de querer dirigir a vida dos outros pela ótica do fanatismo religioso e, por fim, a relação, pontuada de ternura, desse adolescente com a irmã me deixaram definitivamente surpresa com A Caixa Preta. Recomendo o livro. E, aos integrantes da comunidade LivroErrante, posso emprestar.

Amós Oz - livros editados no Brasil:
Conhecer Uma Mulher - Cia das Letras - 1992
Fima - Cia das Letras - 1996
Não Diga Noite - Cia das Letras -1997
Pantera do Porão - Cia das Letras - 1999
O Mesmo Mar - Cia das Letras - 2001
Meu Michel - Cia das Letras - 2002
A Caixa Preta - Cia das Letras - 2003
Contra O Fanatismo - Ediouro - 2004
Sunri - Ática - 2005
De Amor e Trevas - Cia das Letras - 2005
E A História Começa - Cia das Letras - 2007
O Monte do mau Conselho - Cia das Letras - 2011