terça-feira, 30 de setembro de 2008

Errante livre: Melhor que a Encomenda - Fred Matos


Fred Matos, gentilmente enviou o livro Melhor que a Encomenda (Funcultura-BA- 2006), para que, conforme informei, eu fizesse errar entre os novos leitores de nossa comunidade. Seu livro já havia sido muito bem aceito pelo integrantes fundadores do Livro Errante tão logo abrimos a comunidade do Orkut. Recebi dois exemplares. Um faço circular agora.*
Sobre o livro, diz Guido Guerra:
A ficção de Fred Matos, por vezes divulgada na Internet pela necessidade de comunicação, que é essencial ao criador, apoia-se basicamente nos temas do cotidiano, como o caso de Helena que, 20 anos depois, retira do baú o vestido de noiva para realizar seu sonho dourado: o de subir ao altar, em oposição com a história de Luiza, que chega a Vinhedo Novo com um sonho - ser puta para tornar-se madame: consegue ser dona de um bordel. O romance de Lídia e Rimundo perturbardo pelos poemas que o marido escrevia na madrugada: "a porta aferrolhada aprisiona o grito".
Na página de dedicatória o autor colocou:
" Este é para os que são da paz e que vencendo as circunstâncias mantêm-se íntegros."
Vou ler.Fred Matos é do bem.

* Este é um "errante livre" - da mesma forma que fazemos na comunidade é só colocar seu nome para entrar na fila. Aguardo você. Acompanha: Anomalias - do mesmo autor.
Regina

Correios - novos números


sábado, 27 de setembro de 2008

Machado de Assis - palmas para ele


Este blog não pode falar de Machado de Assis; seria obvio e até obrigatório, mas o autor é grande demais. Machado de Assis só cabe dentro de sua própria obra. No nosso encantamento também claro.

Obra completa de Machado de Assis é lançada em formato digital

Em homenagem ao centenário da morte de Machado de Assis, o Ministério da Educação lançou na última terça-feira (23), no Rio de Janeiro, a obra completa do autor em formato digital. São 243 arquivos, que incluem livros como Dom Casmurro, Memórias Póstumas de Brás Cubas, Quincas Borba e Esaú e Jacó. O lançamento fez parte da abertura da exposição sobre o autor na Biblioteca Nacional.

A versão digital das obras é resultado de uma parceria entre o Portal Domínio Público, do MEC, e o Núcleo de Pesquisa e Informática, Literatura e Lingüística (Nupill), da Universidade Federal de Santa Catarina. 'Além de comemorar o centenário, nosso objetivo foi o de tornar acessível aos usuários da internet a obra completa, separada por gênero e em ordem cronológica, em edições confiáveis e gratuitas', afirmou o coordenador do portal, Marco Antônio Rodrigues. O ministro da Educação, Fernando Haddad, será representado pelo subsecretário de Assuntos Administrativos, Espártaco Madureira Coelho.

Para facilitar o acesso ao acervo digital, será lançada também uma página na internet (<
http://webhmg.mec.gov.br/massis/>), na qual estarão disponíveis arquivos sobre o autor; teses e dissertações de autores contemporâneos de Machado de Assis; bibliografia, elaborada por Galante de Souza para a Revista do Livro, do Instituto Nacional do Livro, em 1958, além de um vídeo produzido pela TV Escola. A página apresenta ainda uma relação de endereços eletrônicos que contêm material sobre o escritor.

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Analfabetos, apesar da escola...


Creio que esta é minha terceira postagem, sobre esse mesmo assunto. Está repetitivo? claro que sim. Tanto quanto a divulgação das pesquisas sobre a má qualidade do ensino. A novidade? nenhuma. O descaso? ah, esse sim: TODO. Mas até o descaso não é novidade. Não vai demorar muito e veremos o maior estádio de futebol do país, lotado de pessoas escrevendo como o torcedor ao lado. Alguém sabe o que este "alfabetizado" da imagem ao lado quis dizer?
Dê seu palpite!

Maioria dos analfabetos de 8 a 14 anos está matriculada em alguma escola
Agência Brasil
RIO - O ensino fundamental está praticamente universalizado no Brasil entre as crianças de 7 a 14 anos (97,6% freqüentam a escola), mas a quantidade de matrículas não se traduz em qualidade da educação. É o que revelam dados da Síntese de Indicadores Sociais 2008, divulgada nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
A pesquisa, baseada em informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2007, mostra que no ano passado 1,3 milhão de crianças de 8 a 14 anos de idade não sabiam ler e escrever (5,4% dessa faixa etária). Desse total, 1,1 milhão (84,5%) freqüentavam estabelecimento de ensino.
O estudo também mostra que 1,7% dos brasileiros que não sabem ler e escrever têm 14 anos (58,1 mil), idade em que já estariam perto de concluir o ensino fundamental. Porém, quase metade dessa grupo (cerca de 29 mil adolescentes) era analfabeta, mesmo freqüentando a escola.
O cruzamento de dados mostra também que os brasileiros de até 17 anos são as mais afetados pela pobreza. As pessoas nesta faixa etária são maioria entre os 30% mais pobres da população (com rendimento mensal de até meio salário mínimo per capita), segundo a Pnad 2007.
De acordo com o IBGE, uma das explicações para essa realidade é que as famílias com rendimentos mais baixos têm mais filhos. Outra hipótese é que muitas mães não podem trabalhar para cuidar das crianças e, assim, não geram renda. A maioria das crianças nessa situação vive nas Regiões Norte e Nordeste.

Prêmio Jabuti 2008 - 50ª edição

Vencedores do Prêmio Jabuti 2008

Romance:
O FILHO ETERNO de Cristóvão Tezza
O SOL SE PÕE EM SÃO PAULO de Bernardo Teixeira de Carvalho
ANTONIO de Beatriz Bracher

Contos e crônicas:
HISTORIAS DO RIO NEGRO de Vera do Vale
A PRENDA DE SEU DAMASO E OUTROS CONTOS de Jorge Eduardo Pinto
FICHAS DE VITROLA de Jaime Prado Gouvêa

Poesia
O OUTRO LADO de Ivan Junqueira
O XADREZ E AS PALAVRAS de Marcus Vinicius Teixeira Quiroga
TARDE de Paulo Fernando Henriques Britto

Juvenil:
O BARBEIRO E O JUDEU DA PRESTAÇÃO CONTRA O SARGENTO DA MOTOCICLETA de Joel Rufino dos Santos
TÃO LONGE...TÃO PERTO de Silvana de Menezes
MESTRES DA PAIXÃO - APRENDENDO COM QUEM AMA O QUE FAZ de Domingos Pelllegrini

Infantil:
SEI POR OUVIR DIZER Bartolomeu Campos de Queirós

O MENINO QUE VENDIA PALAVRAS de Ignácio de Loyola Brandão
ZUBAIR E OS LABIRINTOS de José Roger de Mello

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Vingança - Paulo Pons


Hoje o blog não vai falar de livros nem da comunidade. Abrimos exceção para dizer que o cineasta Paulo Pons que para nós é o irmão do nosso queridíssimo "gato tchê" está no Festival do Rio 2008, com

"Vingança"

Competição Longas Ficção:
Quinta, 02/10: Odeon: 19.45h.
Sexta, 03/10: Odeon: 11.15h.
Sábado, 04/10: Estação Vivo Gávea 3: 15.40h e 22.10h.

sábado, 20 de setembro de 2008

L.E Muito prazer, Graciliano. Próximos envios


L.E Muito prazer, Graciliano: grupo iniciado em Março/08 para leitura de toda a obra de Gracliano Ramos;
Já estão circulando:
Caetés está com: Nana e Wal em Cabo Frio, RJ São Bernardo está com Haydêe em POA,RS
Angústia está a caminho do RS enviado por Lucila de Salvador, BA; Vidas Secas está com Haydêe em POA,RS;
Infância e Memórias do Cárcere1 estam com Joelma em João Pessoa PB e Insônia está a caminho de Ninah em Betim, MG.
Segunda feira, dia 22 serão postados:
Memórias do Cárcere vol. 2
Viagem:
Reunião de relatos e impressões de Graciliano Ramos sobre sua viagem à antiga União Soviética, no começo da década de 1950. Os textos foram reunidos neste Viagem, publicado dois anos após a morte do autor em 1953.

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Correios - Greve outra vez??


Assembléia Funcionários dos Correios votam pela manutenção do estado de greve

Publicado em 18.09.2008, às 22h46
Do JC OnLine
Em assembléia na noite desta quinta-feira (18), cerca de 180 trabalhadores dos Correios de Pernambuco votaram pela manutenção do estado de greve e pelo indicativo de greve para o próximo dia 15 se não houver nenhuma negociação com a direção da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT). A decisão segue a orientação do Comando Nacional de Mobilizações e da Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios (Fentect). A assembléia foi organizada pelo Sindicato (Sintect- PE), no Centro Social da Soledade, Boa Vista.
De acordo com o diretor do Sindicato, Édson Siqueira, eles reivindicam 44,8% das perdas salariais de 97 a 2008, percentual bem superior ao sugerido pela empresa, de 6,37%. Ele afirma, ainda, que a ECT quer acabar com o aumento de 1% em cima do salário dado ao funcionário a cada ano de trabalho.
Outra reclamação é de que a empresa descumpre o acordo firmado na greve de julho deste ano, ao manter a implementação do Cargo Amplo, parte do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), que acumula as funções dos Operadores de Triagem e Transbordo (OTTs), Carteiros, Atendentes Comerciais e Auxiliares Administrativos. "Esse plano represente a exploração do trabalhador e prepara a empresa para futura privatização. Eles querem que o funcionário seja multifuncional, fazendo tudo por um salário baixo", diz Siqueira. A pauta de reivindicação gira em torno da negativa ao cargo amplo, aumento real de R$ 200 linear, adicional para os OTTs, licença maternidade de seis meses e negativa ao banco de horas.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Saramago tem um blog.

O Escritor José Saramago, postou uma carta de amor à cidade de Lisboa, no seu blog de estréia. O Caderno de Saramago é onde o escritor vai poder escrever sobre o que e como quiser, no site http://www.josesaramago.org/ A fundação que leva seu nome é dirigida por sua mulher, a espanhola Pilar (com ele na foto ao lado). Foi ela quem o convenceu de abrir este canal de comunicação com seus leitores. Na prática, Pilar só nos presenteou.

Aos 85 anos, Saramago, conta que descobriu em seus guardados uma carta feita à cidade de Lisboa há muitos anos. Emocionou-se "Talvez porque não se trate realmente de um artigo, mas de uma carta de amor, de amor a Lisboa. Decidi então partilhá-la com os meus leitores". O título do post é Palavras para uma cidade.

domingo, 14 de setembro de 2008

Machado de Assis - palmas para ele em NY


Machado 21: A Centennial Celebration (Machado 21: celebração de centenário) este é o nome do evento que no dia 16 celebrará os 100 anos de morte de um dos maiores escritores do Brasil. Com bastante antecedência, já que fui somente do dia 29 de setembro que o país perdeu Machado de Assis. mas não vamos falar de precisão, que isso não vem ao caso. Importa saber que fora do Brasil Machado de Assis, é reconhecido com escritor de grande importância a ponto de motivar uma celebração.
Segundo artigo de Larry Rother, do New York Times, Machado de Assis tem atraído a atenção dos leitores de língua inglesa. Susan Sotag (USA:1933-2004)ainda, segundo o artigo, por exemplo, admiradora do Bruxo do Cosme Velho, teria considerado M.A como o "maior escritor já produzido na América Latina."
Dentro do evento que se constituirá de palestras, exposição da vida e obra, do autor, mesas resdondas etc contará ainda com uma mostra organizada pelo cineasta Nelson Pereira dos Santos , sobra a influência de Machado de Assis no cinema mudo do Brasil.

"Quando você lê Machado na escola, você percebe que ele é o mestre de nossa língua, nosso Shakeaspeare, um verdadeiro mago com as palavras", afirmou Santos ao "NYT".

Artigo do New York Times:
http://www.nytimes. com/2008/ 09/13/books/ 13mach.html? _r=1&ei=5070& emc=eta1& oref=slogin

Comentário de setembro: Educação de faz-de-conta























Em Abril, neste blog, com o título: "O que podemos fazer?"(http://www.blogger.com/email-post.g?blogID=2131283451307734350&postID=5734407824558479574) comentei sobre o baixo índice de leitura do brasileiro. Na ocasião falei que o preço do livro não era o responsável, pelo menos não o principal. Creditei à baixissima qualidade da alfabetização.
De lá para cá, só tenho defendido a minha tese. Para tal até me exemplifico: se alguém me der um livro em inglês. Pode ser fininho e de vocabulário simples, o que vai acontecer? por curiosidade vou tentar ler. Depois de ultrapassar 30 palavras e ou expressões vou parar, sem nunca mais retomar a leitura. Por que? resposta fácil: não sei falar inglês. Simples assim é o que ocorre com número exorbitante de crianças e jovens: não sabem ler nadica de nada ou lêm tão mal que não conseguem compreender.E aí, lá se vai o interesse pela leitura. Campanhas, governamentais ou não, de doação de livros são unicamente dinheiro jogados no lixo. O que é necessário e, mais que isso, urgentíssimo, é alfabetizar.
E nesse quesito alfabetizar, entra outra questão: fazer isso com seriedade. Independente do método usado, que seja seriamente, que as crianças consigam de verdade juntar as letras, os sons com exatidão, daí o passo seguinte, o outro e o outro... Mais objetivamente: cuidar do basicão. Para que num futuro, não muto distante, ninguém mais encontre professores escrevendo a palavra "beleza" com o "Z" invertido (espelhado) ou falando, "enterter" no lugar de entreter-se.
Acabo de ver, em matéria especial do Jornal do Commércio (Recife) edição de 14/09/08 - aberta a não assinantes, números e mapas vergonhosos e inquietadores a esse respeito. Paulo Freire, preocupou-se, anos depois Cristívan Buarque. Mas quem vai, agora, fazer disso uma bandeira? quem? carece seriedade e determinação. E é para ontem.

Sugiro a matéria:http://jc.uol.com.br/subcanal.php?canal=417&pai=34
Regina

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Ensaio Sobre a Cegueira - blindness -




Amanhã 12 de setembro estréia ns cinemas do Brasil:
ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
Elenco: Julianne Moore, Danny Glover, Alice Braga, Mark Ruffalo, Gael García Bernal, Don McKellar, Maury Chaykin, Martha Burns.
Direção: Fernando Meirelles

Roteiro:Don Mckellar
Gênero: Drama
Mais do que olhar, importa reparar no outro. Só dessa forma o homem se humaniza novamente.

Ensaio sobre a Cegueira é do escritor português José Saramago, vencedor do prêmio Nobel.

terça-feira, 9 de setembro de 2008

E se fosse no Brasil?

Foram necessários dois furgões para retirar as cartas
Um escocês que trabalhava como carteiro na cidade de Frankfurt, na Alemanha, pode ser processado por ter deixado de entregar cerca de 20 mil cartas, informaram fontes policiais.
Com 23 anos de idade, o carteiro foi pego depois de ser surpreendido por um vizinho tentando jogar as cartas e pacotes não entregues no lixo.
Depois do flagrante, o escocês levou a polícia até seu apartamento, onde foram encontrados milhares de pacotes e envelopes que não haviam chegado a seus destinatários.
O material estava estocado em caixas, sacos e até debaixo do colchão do carteiro. Foram necessários dois furgões para retirar as correspondências do local. Segundo a polícia, o escocês começou a acumular as cartas em agosto de 2007.
"Ele foi simplesmente acumulando o material que não entregava, mas nenhum envelope foi aberto", informou a polícia local.
Entre os envelopes encontrados, havia até mesmo cartas endereçadas ao próprio escocês.
O carteiro afirmou que não conseguiu entregar as correpondências porque estava muito atarefado com seus estudos de meio-período.
Ele agora pode ser processado por roubo e por apropriação de correspondência alheia.
http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2008/09/080909_carteiro_alemanha.shtml

O blog Livroerrante pergunta: "E se fosse no Brasil"?

Machado recriado -


Sempre pensei em reescrever contos. Minha intenção era exercitar vocabulário. Tomaria um, preferencialmente curtinho e iria trocando palavras, ordem das frases.. etc. Unicamente para brincar. Depois, com familiares e amigos do Orkut, ousamos escrever a metade final de um conto já publicado. Os autores que nos desculpem, eu mesma gostei mais do final dado por alguns de nossos integrantes. Nos divertimos bastante é o certo.
Pois agora me vejo obrigada a comprar um livro-brincadeira. Alberto Mussa;Bruno Zeni,Moacyr Scliar, Lourenço Mutarelli e Mariana Veríssimo foram mais ousados, claro, brincaram com Machado de Assis, cuja morte está fazendo 100 anos.
Com a liberdade de, parodiar, copiar, mudar locação, comportamento de personagem etc,
Alberto Martins,
Alberto Mussa,
Bruno Zeni,
Carola Saavedra,
Cristóvão Tezza,
Felipe Hirsch,
Lourenço Mutarelli, (psicografa Memórias Póstumas de Bras Cubas)
Mariana Verissimo ( em o Bom Medalhão, reescreve a Teoria do Medalhão)
Moacyr Scliar e ( revê Dr.Bacamarte, personagem de O Alienista)
Sérgio Augusto de Andrade

Minha dúvida é se Machado de Assis, aprovaria a idéia de Mariana Veríssimo de fazê-lo encontrar-se com Paris Hilton.

O livro promete pela proposta e autores (coragem e talento); depois volto para dizer se gostei.

sábado, 6 de setembro de 2008

De Repente nas Profundezas do Bosque


Quem não leu o livro De Repente nas Profundezas do Bosque, livro infantil do conhecido escritor israelense Amós Oz em breve poderá assisti ao filme. O diretor brasileiro Cao Hamburguer está negociando os direitos de adaptação do livro para o cinema. Aguardemos.
Amós Oz também caiu nas graças da cineasta brasileira Monique Gardenber que filmará A Caixa Preta.
De Repente, nas Profundezas do Bosque, de Amós Oz (tradução de Tova Sender; Companhia das Letras; 148 páginas; R$31

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Vidas Secas - 70 anos


VIDAS SECAS
de Graciliano Ramos aniversaria: 70 anos!!

O que faz um livro tão duro, por verdadeiro e conciso, chegar à 106ª edição? Por que Graciliano com aquele jeitão seco, direto e sem poesia, prende e encanta qualquer leitor? Relendo, e faço isso com certa feqüência, seus livros sempre encontro novidades.
Pela ordem, Quebrangulo, Palmeira dos Índios, Maceió e o país não têm nenhum débito com um de seus melhores (para mim, o melhor) escritores? Escola municipal/estadual; rua, avenida,Graciliano Ramos? Seus relatórios administrativos, enviados ao Governo do Estado de Alagoas, não seriam cartilhas de leitura obrigatória a nossos governantes?
E a Editora Record? por que não uma edição comemorativa dos 70 anos de Vidas Secas?

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Prêmio Portugal Telecom 2008 - Finalistas.


Em evento no Consulado Geral de Portugal, em São Paulo, foram anunciados os 10 finalistas do Prêmio Portugal Telecom de Literatura em Língua Portuguesa 2008. O presidente da Portugal Telecom, Shakhaf Wine, salientou que o prêmio criado para literatura brasileira, hoje, abrange todas as obras escritas em português, estimulando o intercâmbio de países de língua portuguesa.Os vencedores do Prêmio Portugal Telecom 2008 serão conhecidos no dia 29 de outubro. Eles recebem R$100 mil, R$ 35 mil e R$ 15 mil reais, 1o, 2o e 3o colocados respectivamente, além de um troféu criado pelo artista plástico Paulo Von Poser. Os dez escolhidos, dentre 51 semifinalistas, são oito escritores do Brasil, um de Portugal e um de Angola.
Os finalistas:
20 Poemas Para O Seu Walkman – Marília Garcia –Cosac Naif / 7 letras (Brasil)
Antonio – Beatriz Bracher – Editora 34 (Brasil)
Histórias da Literatura e Cegueira – Julián Fuks – Record (Brasil)
Laranja Seleta – Nicolas Behr – Língua Geral (Brasil)
O Amor Não Tem Bons Sentimentos - Raimundo Carreiro – Iluminuras (Brasil)
O Filho Eterno – Cristovão Tezza – Record (Brasil)
O Sol Se Põe Em São Paulo – Bernardo Carvalho – Companhia das Letras (Brasil)
Tarde – Paulo Henriques Britto – Companhia das Letras (Brasil)
Eu Hei-De Amar Uma Pedra – António Lobo Antunes – Objetiva (Portugal)
Os Da Minha Rua – Ondjaki – Língua Geral (Angola)
Na comunidade LivroErrante, estão circulando: O filho Eterno de Cristóvão Tezza e Os Da Minha Rua de Ondjaki (imagem acima) Brasil e Angola respectivamente.
Quem levará este prêmio?
Dê sua opinião na enquete no final da página deste blog.

Fonte:http://www.portugaldigital.com.br/noticia.kmf?cod=7657086&indice=10&canal=156