sexta-feira, 4 de abril de 2008

Sexta poética - 4

Alienação

Márcia Regina
Rejeitam-se corpos entre surdas ameaças
Olhos de olhares vazios
Bocas mudas de som
Fecham-se portas no cerrar de caminhos
Fendas ressecadas são amortecidas
Mãos andarilhas não revolvem mais
Rejeitam-se corpos entre surdas ameaças
Teus olhos vazios
Minha boca muda


4 comentários:

  1. Mais um poema de Márcia Regina.

    Coisa boa.

    Para o Blog e para os privilegiados leitores.

    Parabéns a ela e ao Blog.

    ResponderExcluir
  2. Gosto de seu poder de síntese, Márcia.

    ResponderExcluir
  3. Márcia Regina,


    Vc brilha no Blog.

    E o Blog joga a réstia de suas belas palavras para a gente.

    Continue escrevendo assim.

    Todos sairão ganhando.

    ResponderExcluir
  4. Cláudio, Regina:
    Obrigada. Estou toda orgulhosa com os comentários de vocês.
    Fico feliz que tenham gostado.
    Abraços,

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...